Sesc participa do VIII Encontro Municipal de Agricultura Urbana, em Florianópolis

Foi compartilhado a trajetória do Sesc SC com os trabalhos de compostagem, agricultura urbana e educação ambiental


24/10/2023 - Atualizado em 24/10/2023 - 430 visualizações

Agricultura Urbana

Na sexta-feira, 20/10, foi realizada no Plenarinho da Assembleia Legislativa de Santa Catarina – ALESC a mesa de encerramento do VIII Encontro Municipal de Agricultura Urbana (EMAU). Como lema “Fortalecer laços, semear e colher experiências em Florianópolis”,  o evento aconteceu de  16 a 21 de outubro.

Nos seis dias de programação, foram desenvolvidas atividades como: seminários, cursos, oficinas, visitas guiadas e mutirões, com temas diversos que permeiam o complexo universo da Agricultura Urbana (AU).  Com início em 2015, as oito edições dos EMAU, foram realizadas pela Rede Semear Floripa de Agricultura Urbana.

Trata-se de um coletivo de diferentes atores que atuam em prol da agricultura urbana no município, representados pela sociedade civil, instituições públicas, empresas, agricultores, estudantes, pesquisadores, indivíduos, entre outros.  

Hotel Sesc Cacupé - Gestão de Resíduos Orgânicos 

A partir dos trabalhos de Gestão de Resíduos Orgânicos, por meio da compostagem realizados nos três meios de hospedagem do Sesc SC - com destaque para o Hotel Sesc Cacupé, por estar localizado em Florianópolis - desenvolvem-se trabalhos educativos que perpassam pelos temas da agricultura, educação alimentar, sustentabilidade e meio ambiente.

Entendendo-se a Agricultura Urbana como uma forma de se atingir sua missão, sua visão e seus valores, em promover o bem-estar social e a qualidade de vida da sociedade, com acolhimento, integridade, diversidade, excelência, sustentabilidade e inovação, em 2018 o Sesc passa a compor esse coletivo, na busca de contribuir com objetivos comuns para essa rede de parceiros. 

Na mesa de encerramento estavam presentes autoridades locais, como o Deputado Estadual Marcos José de Abreu – Marquito; a Vereadora de Florianópolis Tânia Ramos; a Agricultora Urbana Margarida dos Santos, do Bairro Monte Cristo; André Manoel, pesquisador da Udesc e; André Burigo, Coordenador da Agenda de Agroecologia da Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz. 

Durante o evento, foram apresentados os benefícios que a Agricultura Urbana e Periurbana trazem para as cidades, desde a promoção de cuidados terapêuticos, a segurança e soberania alimentar, a saúde, a educação e a qualidade de vida para todos do ambiente urbano.

Também foi debatido a importância da atuação da sociedade em prol da AU, a criação de políticas públicas de fomento, apoio e proteção para a Agricultura Urbana e a importância de trazer o debate para a cidade e a população.  

Outro momento de destaque foi a leitura da carta política criada durante o evento, que apresenta o histórico dos encontros e da articulação realizada através da Rede Semear Floripa, com as principais necessidades levantadas para o desenvolvimento da atividade no município.   

Na ocasião, também aconteceu o lançamento do livro infantil: “O tesouro do meu avô”, publicado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – Epagri, que aborda os segredos e saberes intergeracionais relacionados às Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC), cuja finalidade é a promoção da temática com as crianças nos mais diversos ambientes de atuação da Epagri. 

Por fim, o Analista de Programação Social, Renato Trivella, relatou a trajetória do Sesc SC com os trabalhos de compostagem, agricultura urbana e educação ambiental realizados na instituição, as áreas de atuação com a Rede Semear Floripa e a importância do projeto realizado pelo Hotel Sesc Cacupé, por meio da promoção de oficinas gratuitas e da doação de composto orgânico e mudas para o fomento da Agricultura Urbana no município de Florianópolis. 

Sobre o Encontro Municipal de Agricultura Urbana 

O Encontro Municipal de Agricultura Urbana é anualmente organizado pela Rede Semear, formada em 2015 para ampliação do diálogo sobre a agricultura urbana na cidade de Florianópolis (SC, Brasil).

Pouco tempo depois, em 2017, cria-se por meio de um decreto o “Programa Municipal de Agricultura Urbana de Florianópolis” que atualmente se chama “Cultiva Floripa“.

As conquistas obtidas pela Rede Semear são resultado do esforço dos seus integrantes: pessoas da sociedade civil, o poder público e as ONGs.  A Rede Semear atua discutindo temas como: alimentação saudável, sensibilização, educação, integração e saúde da população, sendo o Encontro Municipal de Agricultura Urbana de Florianópolis o espaço de diálogo entre os gestores, a comunidade e os praticantes da agricultura urbana em Florianópolis.

O Encontro teve a sua primeira edição em 2015, promovido pela Vigilância em Saúde de Florianópolis e o CEPAGRO. O evento teve a participação de associações, prefeituras, escolas e grupos engajados com o tema. 

O II EMAU ocorreu em 2016, no Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC. Entre os objetivos esteve reunir instituições públicas e a sociedade civil para ampliar o conhecimento sobre Agricultura Urbana. Em 2017, aconteceu o III EMAU que ocorreu no Jardim Botânico de Florianópolis.

Em 2018, ocorreu o IV EMAU, em Florianópolis, com programações no Jardim Botânico, na Epagri e no Centro de Ciências Agrárias da UFSC. A última edição presencial do evento aconteceu nos dias 6 a 8 de novembro de 2019, no Campus Trindade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O encontro teve como tema desta edição “a agricultura como modo de vida”. No período da pandemia, foram realizadas duas edições virtuais do encontro.  Em 2023, o VIII Encontro Municipal de Agricultura Urbana foi realizado de 16 a 21 de outubro, em Florianópolis.   

Sobre o Sesc-SC 

O Serviço Social do Comércio (Sesc) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que integra o Sistema Fecomércio, Sesc e Senac - sob a presidência do empresário Hélio Dagnoni. Desde 1946, o Sesc transforma para melhor a vida de milhares de catarinenses, de destacando pelo caráter social e atuação em todo o país.

O conjunto de iniciativas ao longo destas sete décadas e meia representa o efetivo empenho dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo em prol da missão da Instituição de: "promover ações socioeducativas que contribuam para o bem-estar social e a qualidade de vida dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, de seus familiares e da comunidade, para uma sociedade justa e democrática".

Entre as principais atribuições do Sesc estão o planejamento e a execução de ações marcadas pela excelência nas áreas de Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência, com vasta oferta de eventos e serviços. A Instituição está presente em todas as regiões do Estado, com 32 unidades operacionais, três meios de hospedagem e nove quadras do projeto Sesc Comunidade, além das redes de escolas, restaurantes, clínicas, teatros, bibliotecas, academias entre outros espaços, onde realiza suas ações.

Educação Infantil, Ensino Fundamental, Contraturno escolar, Educação de Jovens e Adultos, Pré-vestibular, atividades de saúde preventiva, de incentivo à prática de atividades físicas e esporte, Odontologia, Nutrição, Cinema, Teatro, Música, Artes Visuais, Dança, Desenvolvimento Comunitário, Trabalho Social com Idosos, Trabalho com Grupos compõem o amplo leque de atividades que o Sesc oferece aos trabalhadores do comércio de bens, serviços, turismo, seus familiares e à comunidade em geral. São ações que favorecem crianças, jovens, adultos e idosos e provocam reais transformações em suas vidas.

0 Comentários


Deixe seu comentário

* Seu comentário será publicado após avaliação por moderador do SESC-SC
Sesc-SC • Todos direitos reservados © Sesc-SC • Acessibilidade (shift+alt+y) • Produzido por DNAnet

O Sesc-SC utiliza cookies e tecnologias semelhantes para fornecer recursos essenciais na proteção de dados.
Ao continuar navegando nesta página, você concorda com nossas .