Sesc 100% Livre de Cigarro: 31 de maio é o Dia Mundial Sem Tabaco


30/05/2017 - Atualizado em 30/05/2017 - 439 visualizações

Desde 2015, todas as Unidades do Sesc em Santa Catarina se tornaram 100% livres do cigarro. A medida tem o objetivo de garantir o bem-estar dos clientes e colaboradores, além de incentivar hábitos e práticas saudáveis. Com o projeto “Sesc 100% Livre de Cigarro”, os clientes, colaboradores e hóspedes dos Hotéis do Sesc em Santa Catarina não podem fumar dentro dos apartamentos e nas áreas internas dos hotéis, assim como nas áreas internas e externas das Unidades. A ação segue uma tendência mundial.

Um levantamento realizado no começo deste ano pelo Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 8 milhões de pessoas morrerão até 2030 em decorrência de doenças causadas pelo fumo. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão a população de países de baixa e média rendas. Estes números impressionantes, juntamente dos riscos causados pelo tabagismo e políticas públicas para a redução do consumo de tabaco, são alguns dos principais assuntos a serem abordados pelo Dia Mundial Sem Tabaco, que é celebrado todo dia 31 de maio. Este ano, a ação tem como tema: “Tabagismo – uma ameaça para o desenvolvimento” e procura incitar debates para demonstrar a amplitude da ameaça que a indústria do tabaco representa para o desenvolvimento sustentável de todos os países.

Neste dia 31, a OMS solicita que os países priorizem e acelerem esforços para o controle do tabagismo como parte de suas responsabilidades para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. O controle do tabagismo é visto como uma forma efetiva para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para reduzir em um terço as mortes prematuras causadas por Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNTs) globalmente até 2030, incluindo doenças cardiovasculares, câncer e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Segundo pesquisas, atualmente, matando mais de cinco milhões de pessoas por ano, o tabagismo aumenta a possibilidade de se contrair um tipo de HPV que provoca a maior parte dos cânceres de garganta associados ao vírus. Um grande número de pessoas infectadas pelo HPV consegue combater a doença sem muitos problemas, mas em alguns casos, o vírus continua a atuar no organismo até causar doenças mais graves, como o câncer de colo do útero e tumores orais.

Outro câncer que possui origens no uso do tabaco, é o câncer de pulmão, pois a fumaça do cigarro possui mais de 5 mil substâncias químicas das quais cerca de 50 são cancerígenas. Somente 15 % dos fumantes terão câncer de pulmão, mas outras 57 doenças estão relacionadas com o hábito de fumar.

Os benefícios de parar de fumar:

- Quando você melhora um aspecto de sua vida, outros também melhoram em seguida. 
- Aumento da autoestima sentindo-se uma pessoa mais segura.
- Aumento da sua capacidade pulmonar, assim como da energia.
- Se você tem tosse de fumante ela vai desaparecer.
- O risco de doença do coração, de enfisema pulmonar e de vários cânceres vai diminuindo com o tempo, até que você não tenha risco maior que uma pessoa que nunca fumou.  

Dicas para ajudá-lo a permanecer sem cigarros:

- Planeje com antecedência para ajudar a evitar recaídas. 
- Faça uma conta em separado, com o dinheiro que você não gasta mais com cigarro.
- Consulte seu médico e pratique alguma atividade física.
- Procure novas atividades ou desenvolva antigas de outra maneira.
- Aumente o tempo que passa em lugares onde não se pode fumar.
- Faça uma lista das dicas mais importantes para você e reveja seu manual regularmente.
- Ajude um amigo a parar de fumar, trocando com ele as suas experiências.
- Planeje uma grande comemoração para festejar os seus seis primeiros meses sem fumar.  

E se você não parou? Não se desespere, muitos ex-fumantes de sucesso fizeram várias tentativas antes de conseguir. O mais importante é que não use o insucesso dessa tentativa como uma desculpa para continuar a fumar e não tentar novamente. Dê a si mesmo um número de chances, quantas forem necessárias, até que obtenha sucesso em parar de fumar. 

Fonte: Instituto Nacional do Câncer – Inca / Coordenação de Prevenção e Vigilância – Conprev.

Saiba Mais
No Brasil a Lei n.º 12.546/2011, determina que desde 03 de dezembro de 2014 seja proibido fumar cigarros, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos derivados do tabaco em locais de uso coletivo, públicos ou privados, de todo o país. Essa proibição se aplica a restaurantes, bares, boates, escolas, universidades, hotéis, pousadas, casas de shows, ambientes de trabalho, repartições públicas, instituições de saúde, veículos públicos e privados de transporte coletivo, hall e corredores de condomínios, etc., mesmo que o ambiente seja parcialmente fechado por uma parede, divisória, teto ou toldo. 




0 Comentários


Deixe seu comentário

* Seu comentário será publicado após avaliação por moderador do SESC-SC
Sesc-SC • Todos direitos reservados © Sesc-SC • Acessibilidade (shift+alt+y) • Produzido por DNAnet

O Sesc-SC utiliza cookies e tecnologias semelhantes para fornecer recursos essenciais na proteção de dados.
Ao continuar navegando nesta página, você concorda com nossas .