Sesc Araranguá recebe circuitos do projeto nacional Arte da Palavra

A programação contou com Circuito de Criação Literária, de Oralidades e de Autores.


13/06/2024 - Atualizado em 13/06/2024 - 499 visualizações

Literatura 

O Arte da Palavra Sesc – Rede Sesc de Leituras, um dos projetos mais importantes de valorização da literatura brasileira no país, desembarcou em Araranguá, no Sul do estado, entre os dias 13 e 17 de maio. Os três circuitos literários – Criação Literária, Autores e Oralidades – integraram a programação especial, com o propósito de incentivar a produção e fruição literária, promover a formação de leitores e o intercâmbio entre artistas de diferentes regiões do Brasil.

No eixo de Criação Literária, a Unidade recebeu a artista Alicce Oliveira (MT), que ministrou a oficina “CRIATIVANDO”. O encontro foi direcionado a professores, educadores, artistas e participantes em geral, com o intuito de fornecer conhecimentos artísticos aplicáveis em salas de aula, estimulando a criatividade por meio de experiências sonoras. Durante a oficina, os 22 participantes construíram instrumentos musicais, explorando a relação entre música e contação de histórias, experimentando as possibilidades lúdicas de contar histórias e mediar leituras

No dia 16/05, pelo Circuito Autores aconteceu o debate "A Prosa do Exílio", conduzido por Caê Guimarães (ES) e Manoela Sawitzki (SP). Os autores compartilharam insights sobre seus processos criativos e os desafios enfrentados durante a publicação de seus livros. Dois debates foram realizados, contando com a participação de um público total de 195 pessoas.

Uma das participantes presentes, Hilda Maziero, compartilhou sua experiência:  

“Como artista visual em processo de produção literária, foi inspirador estar presente no evento Arte da Palavra. Gostei especificamente de conhecer o ritmo de escrita do autor Caê Guimarães. Faz muita diferença a aproximação com os autores, conhecer as suas referências amplia os horizontes e conhecer seus desafios no processo criativo ajuda a compreender o meu”.