Exposição "Mãos Para Ver", com imagens tátil-visuais, abre em Rio do Sul


01/08/2017 - Atualizado em 11/08/2017 - 391 visualizações

No dia 09 de agosto (quarta-feira), às 19h, abre na Galeria de Artes da Fundação Cultural de Rio do Sul, a exposição “Mãos para ver”, de Márcia Cardeal, pelo Circuito Sesc de Artes Visuais. A mostra é um desafio para fazer com que pessoas cegas também possam apreciar as imagens. Para isso, traz ilustrações visuais e em relevo táteis, acompanhadas do texto em tinta e em Braille, que proporcionam uma outra experiência sensorial. A intenção é provocar reflexões e questionamentos acerca da acessibilidade e inclusão e a importância do ensino de desenho para quem tem deficiência visual. Para apreciar a mostra, o público poderá colocar vendas nos olhos e explorar os quadros com as mãos. A visitação acontece até 15 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30, com entrada gratuita. O Sesc oferece visitas mediadas para grupos escolares e interessados no assunto podem agendar pelo fone (47) 3521.2798. A Galeria de Artes da Fundação Cultural de Rio do Sul fica na Rua Ruy Barbosa, 204 - Bairro Budag.

O projeto desta exposição é o desdobramento de uma pesquisa acadêmica realizada pela artista Márcia Cardeal no mestrado em Artes Visuais (Ceart-Udesc). A investigação teórica serviu de base para a concepção das imagens táteis que acompanham as ilustrações visuais de três histórias concebidas por Maria Lúcia Batezat Duarte (orientadora), em suas experimentações sobre o ensino de desenho para crianças cegas.  Para melhor compreensão, a mostra deve ser vista sequencialmente, a partir da primeira história: ‘A família enroladinha’, passando pelo círculo ‘O sonho redondo de Manu’, até chegar a ‘A casa quadrada’.

Sobre a artista: 

Bacharel em Comunicação Visual pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Especialista em Design de Embalagens pela UFPr. Mestre em Artes Visuais pela Udesc. Ilustradora. Entre os livros que ilustrou, destacam-se Uma Casa sem Cor (de Zahidé Muzart), O Pomar de Palavras (de Alcides Buss), Maria Mania (de Marta Martins), A Casa Amorosa (de Inês Mafra) e o Pequeno Gafanhoto Biografado (de Valdemir Klamt). Além de ilustrar, é responsável por algumas disciplinas no curso de licenciatura em Artes Visuais (Univali-B.Camboriú) e graduação em Design de Moda, na Uniasselvi-Assevim, em Brusque.

Sinopse exposição “Mãos para ver”: 

O desenho é uma possibilidade de percepção simultânea e totalizadora dos objetos do mundo. Quando ensinado e aprendido, quando traçado com linhas simples e em dimensões compatíveis ao tato, ele pode oferecer as pessoas cegas uma percepção totalizadora dos objetos. Pode permitir às pessoas cegas a percepção possível das figuras visuais que povoam o imaginário, as palavras, e os desejos dos sujeitos no mundo.

Aos olhos de quem vê, são infinitas as sensações oníricas que as ilustrações visuais provocam. Mas o diálogo torna-se realmente múltiplo nesta exposição, porque ela permite a descoberta de outras imagens. As imagens táteis são dedicadas a quem desejar descobrir, sonhar e imaginar com a ponta dos dedos.

Mais informações: (47) 3521-2798



0 Comentários


Deixe seu comentário

* Seu comentário será publicado após avaliação por moderador do SESC-SC
Sesc-SC • Todos direitos reservados © Sesc-SC • Acessibilidade (shift+alt+y) • Produzido por DNAnet

O Sesc-SC utiliza cookies e tecnologias semelhantes para fornecer recursos essenciais na proteção de dados.
Ao continuar navegando nesta página, você concorda com nossas .