Espetáculo circense “Os Mequetrefe” abre a programação do 14º Festival Palco Giratório Sesc, em Florianópolis


28/07/2017 - Atualizado em 04/08/2017 - 423 visualizações

O grupo Parlapatões, de São Paulo, abre com circo o 14º Festival Palco Giratório Sesc, em Florianópolis, nesta terça-feira, 1º de agosto, às 20h, no Teatro Ademir Rosa (CIC). A companhia apresenta o espetáculo “Os Mequetrefe”, sobre quatro palhaços que vivem a jornada de um longo e divertido dia. A programação do Festival segue até 31 de agosto, com apresentações gratuitas de 27 espetáculos de teatro adulto e infantil, teatro de rua, dança, circo, performances e intervenções urbanas, de 12 estados brasileiros (BA, CE, DF, MG, MT, PR, RJ, RN, RO, RS, SC e SP), duas oficinas, uma aula-espetáculo e “Seminário Palco Giratório 20 anos”.

Durante o evento, as 20 companhias selecionadas para a circulação nacional do Palco Giratório e grupos convidados se apresentam em diferentes locais: no Teatro do Sesc Prainha, no Teatro Ademir Rosa (Centro Integrado de Cultura – CIC), no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), no circo da Dona Bilica, na Arena Ceart / Udesc e em espaços públicos. Os ingressos gratuitos são distribuídos 1 hora antes do início de cada espetáculo, no local do evento e o espaço está sujeito à lotação. 

Assim como na abertura, a primeira semana do evento traz uma programação voltada à linguagem circense. “Parlapatões Clássicos do Circo”, leva ao TAC, no dia 02/08 (quarta-feira), às 20h, alguns dos mais divertidos números cômicos e circenses e diversos espetáculos da trajetória de 20 do grupo. “La Conquista”, do Dale Circo apresenta o universo do palhaço refletido na dupla Pituca da Rosa e O Chico, no dia 03/08 (quinta-feira), às 20h, no Teatro Sesc Prainha. O grupo Fuzuê, do Ceará, encena “Palafita”, espetáculo de dança com técnicas circenses e de acrobacias, que trabalham o equilíbrio por meio do contato entre os corpos, no dia 04/08 (sexta-feira), às 20h, no TAC, com classificação etária de 12 anos. Domingo, 06/08, o Coletivo Na Esquina, de Minas Gerais apresenta o espetáculo “Na esquina”, no Circo da Dona Bilica, às 20h, com performances simultâneas que entram em jogo em inter-relações com o mastro chinês, o trapézio fixo, a lira, o malabares, a acrobacia de solo e o mão-a-mão.

Em 2017, o circuito nacional Palco Giratório, completa 20 anos de existência e presta homenagem à “Tribo de Atuadores Oi Nóis Aqui Traveiz” (RS), que estreia seu mais novo espetáculo - “Caliban – A Tempestade de Augusto Boal” - no circuito. A montagem é um trabalho de rua que celebra os 39 anos do coletivo, um dos mais relevantes do país.  A apresentação encerra Festival Palco Giratório, no dia 31 de agosto, às 15h, na Praça Tancredo Neves, próxima ao Sesc em Florianópolis (Prainha).

Neste ano, o Palco Giratório também abre um importante espaço para as performances. O Festival em Florianópolis recebe a intervenção “Maiêutica”, com Raquel Mützenberg (MT), no dia 03/08 (quinta-feira), às 12h, no centro, com um corpo-matéria que se deixa dividir e multiplicar pelas subjetividades femininas. A dança-instalação “DNA de DAN”, de Maikon K (PR) será apresentada no dia 08/08 (terça-feira), às 20h, na Arena CEART/UDESC, com classificação etária de 16 anos. A performance acontece dentro de um ambiente inflável transparente, criado pelo artista Fernando Rosenbaum, proporcionando ao público uma experiência de imersão. No dia 11/08 (sexta-feira), a intervenção “Dilúvio MA”, com ECOPOÉTICA: Arte e Sustentabilidade em Intervenções Urbanas (RS) será apresentada às 17h, no centro da cidade. A ação transcorre com os performers no interior de uma rede cheia de lixo e chama atenção para a responsabilidade com tudo aquilo que descartamos e para a urgência no tratamento de questões ambientais e sanitárias que deveriam ser prioritárias à saúde urbana.

“O Palco Giratório é um projeto referencial para as artes cênicas brasileiras. Através dele o Sesc mostra parte da diversidade estética e cultural do país através de espetáculos de teatro, dança e circo advindos de todas as regiões, sejam da capital ou do interior. Nesses 20 anos de existência, o projeto se solidificou não apenas pela circulação de apresentações artísticas, mas por abrir espaço de pensamento, reflexão, troca e, muitas vezes, por espelhar as nossas realidades e os acontecimentos da sociedade atual”, declara a gerente da Cultura do Sesc em Santa Catarina, Maria Teresa Piccoli. 

AÇÕES FORMATIVAS E OFICINAS

No dia 05/08 (sábado), haverá uma “Aula-espetáculo” gratuita com os Parlapatões (SP), das 16h às 20h, no Teatro Sesc Prainha.  Será uma demonstração do processo de trabalho do grupo, que revelará o seu enfoque na utilização das técnicas circenses e dos elementos do teatro de rua para a elaboração de seus espetáculos.

Na programação formativa o Festival promove o evento “Cena em Questão”, no dia 07/08 (segunda-feira), às 20h, no Teatro Sesc Prainha. Trata-se de um encontro com o crítico Valmir Santos idealizador e crítico do Teatro Jornal (SP), que propõe um diálogo sobre as funções da crítica de arte hoje fazendo uma interface com a cena local. 

A bailarina carioca Denise Stutz ministra no dia 08 de agosto (terça-feira), das 13h às 19h, no Sesc, a Oficina “Corpo Presente”. O objetivo é ampliar a consciência do corpo e a partir desta consciência tentar entender e criar o sentido ao movimento no tempo e no espaço. As inscrições estão abertas no espaço Relacionamento com Clientes do Sesc em Florianópolis (Prainha), ao valor de R$ 15,00 (comerciários e dependentes) e R$ 30,00 (usuários).

Também haverá o “Seminário Palco Giratório 20 anos”, nos dias 25 e 26/08, no Sesc, com a proposta de trazer discussões sobre as novas estratégias de sustentabilidade da cultura. São quatro mesas, às 10h e 14h, com os temas “Formas de financiamento alternativo e colaborativo para projetos culturais”; “Sustentabilidade financeira da cultura”; “O papel do agente cultural e o diálogo com seu entorno”; e “20 anos de Palco Giratório”. As inscrições gratuitas estão abertas no espaço Relacionamento com Clientes do Sesc em Florianópolis (Prainha).

O Workshop “Vivência com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz ”, com Tânia Farias e Paulo Flores (Porto Alegre/RS), acontece no dia 30/08 (quarta-feira), das 14h às 18h, no Sesc. A atividade consiste em um encontro coordenado pelos atuadores do grupo, que investiga o movimento e a voz para a ampliação do corpo do ator e a ocupação do espaço teatral. As inscrições estão abertas no espaço Relacionamento com Clientes do Sesc em Florianópolis (Prainha), ao valor de R$ 15,00 (comerciários e dependentes) e R$ 30,00 (usuários).

DUAS DÉCADAS: O PALCO GIRATÓRIO EM NÚMEROS
Reconhecido como uma das maiores iniciativas no segmento de artes cênicas do país, o Palco Giratório é uma rede de intercâmbio e difusão das artes cênicas consolidada no cenário cultural brasileiro. Ao longo de 19 edições, levou uma grande variedade de gêneros e linguagens artísticas para um público diversificado em 9.526 apresentações em todo o país, entre grupos de teatro de rua, circo, dança entre outras linguagens artísticas — em instalações do Sesc, praças e outros espaços urbanos.

A programação completa do 14º Festival Palco Giratório pode ser consultada em
http://www.sesc-sc.com.br/palcogiratorio/




0 Comentários


Deixe seu comentário

* Seu comentário será publicado após avaliação por moderador do SESC-SC
Sesc-SC • Todos direitos reservados © Sesc-SC • Acessibilidade (shift+alt+y) • Produzido por DNAnet

O Sesc-SC utiliza cookies e tecnologias semelhantes para fornecer recursos essenciais na proteção de dados.
Ao continuar navegando nesta página, você concorda com nossas .