Histórico

1945

A filosofia da instituição é clara: o desenvolvimento econômico com justiça social. Afinal, com a Carta da Paz Social - um documento elaborado pela Conferência de Teresópolis, que reuniu, em maio de 1945, líderes das classes produtoras do comércio, da indústria e da agricultura - surgia o conceito inovador de custear os serviços sociais dos trabalhadores com recursos das classes patronais. Na ocasião, várias organizações sindicais de nível superior submeteram ao presidente do Brasil, Eurico Gaspar Dutra, a proposta de criação do Conselho Nacional do Comércio, do qual se originou o Sesc, criado no Rio de Janeiro, em 13 de setembro de 1946, como uma entidade de direito privado, um serviço social autônomo sem fins lucrativos

1980

Essa proposta arrojada mostrou-se, em todo o Brasil, um marco nas relações capital / trabalho, transformando-se num dos maiores programas de desenvolvimento social do mundo, com cerca de 50 milhões de brasileiros beneficiados a cada ano. Com uma vasta rede de centros de atividades, incluindo os meios de hospedagem, a entidade está presente em todo o território nacional, por meio de programas em educação, saúde, cultura, lazer e assistência. O Sesc atende aos trabalhadores do comércio de bens e serviços (estabelecimentos de pequeno porte que representam 99% de todas as empresas instaladas no país) e expande, ano a ano, o campo de atendimento

2015

Entidade sempre ativa e atenta à demanda de cada época, atualmente o Serviço Social do Comércio centra as suas atenções na promoção da cidadania e procura oferecer opções ao tempo livre do trabalhador, num campo de ação que vem se somar às inúmeras ações na medicina preventiva, na educação permanente e no fomento da cultura, já tradicionais na história do Sesc. Isso porque o arrojo de sua proposta é renovado, ano a ano, pela busca constante de inovação, fiel ao incessante movimento do mundo, com as suas expectativas, necessidades e conquistas sempre imprevisíveis, sempre novas.

Sesc em Santa Catarina

A trajetória do Sesc Santa Catarina principiou com a criação do Conselho Regional em Florianópolis, em 29 de setembro de 1948, sob a presidência de Charles Edgar Moritz. A sua ação, nessa fase embrionária, era voltada apenas à área médica e odontológica, conforme a diretriz nacional da época. No ano seguinte, Joinville e Laguna seriam as primeiras cidades a sediar os serviços do Sesc, enquanto Blumenau desfrutaria de seus benefícios a partir de 1950. Nas décadas de 1960 e 1970, outros núcleos foram sendo instalados em todas as regiões do espaço catarinense.

Hoje, o Sesc-SC está presente em todas as regiões do Estado, com 47 pontos fixos de atendimento, em 28 cidades e 17 unidades móveis, que de forma itinerante, desenvolvem eventos comunitários, atendimento odontológico, educação em saúde e incentivam à leitura. Marca forte presença com 27 unidades operacionais completas, três meios de hospedagem (Hotel Sesc em Cacupé – Florianópolis, Hotel Sesc em Blumenau e Sesc Pousada Rural em Lages), quatro quadras comunitárias (Palhoça, São José, Joinville e Penha), além das redes de escolas, restaurantes, clínicas, teatros, bibliotecas, academias entre outros espaços, onde realiza suas ações. A Instituição também atua com o programa Mesa Brasil Sesc em Florianópolis, Joinville, Chapecó, Lages e Blumenau.  Visando ampliar o público e manter a qualidade nas ações, o Sesc expande, ano a ano, a estrutura e o campo de atendimento.